Sobre fins

Imagem

As lágrimas e o esmalte descascado não podem mentir: Acabou. É isso, então? Um flashback dos seus melhores momentos vem a sua mente e você não consegue respirar. O ar te escapa. E quanto mais você tenta respirar, mais lágrimas descem. Você se lembra de quando completaram um mês de namoro, e prometeram que seria o primeiro mês de muitos. Mas aquele tempo já foi deixado para trás. Vocês não podem acabar. Simplesmente não podem. E por que? Invente a sua desculpa mais boba. Tente se agarrar a um barco naufragado. Não adianta. Não é mais uma daquelas situações em que vocês brigam, ele ‘’termina’’ com você, mas logo depois vocês contornam a situação e estão bem novamente. Não. Não dessa vez. Agora é para valer.

Mas como você pode pensar isso de um cara que algum tempo atrás te amava mais que tudo? Faria tudo por você. E você por ele. Como você pode deixar o cara que você pensava ser o amor da sua vida ir embora? Respira. Talvez ele não seja o amor da sua vida. Onde ele estava quando tudo começou a dar errado? Lembra de quando você passou a noite do lado do telefone, só esperando uma ligação dele, nem que fosse para dizer besteira? Ele não ligou, né? Tudo que você precisava era de uma ligação. Por que ele sempre está certo e você sempre está errada? Por que? Mesmo que ele faça uma besteira e vocês comecem a discutir, ele consegue te convencer de que você está errada e ele que é o certo da história. E no fim, da vontade de ir correndo pedir desculpas, mas você estava mesmo errada? Talvez não.

O amor é uma luta diária, mas com o passar do tempo, nos esquecemos de lutar e nos acomodamos. E é aí que mora o perigo. Porque no fim não adianta lutar. Sabe qual é o verdadeiro problema? Quando uma pessoa está muito dentro do relacionamento, fazendo de tudo, se esforçando e querendo que dê certo e a outra pessoa fazendo o mínimo. É horrível. É sempre horrível. E o que não sai da sua cabeça é aquelas perguntinhas malditas: Como ele está agora? Será que ele está tão mal quanto eu? Ele está pensando em mim? Ah claro que não, droga! Como que a vida dele está?

Não negue, eu sei que você já pensou isso. É completamente natural e devastador, porque você estava acostumada a saber praticamente da vida da outra pessoa e agora é só você de novo. A solidão enche os teus pulmões. E ele poderia fazer tudo ficar bem outra vez. Só com algumas palavras. Só com um sorriso. Só dizendo que ainda pensa em você. Mas você só estaria adiando sofrimento, porque todos os problemas entre vocês não irão embora em um passe de mágica. Você sabe disso, mas mesmo assim é tão difícil deixa-lo ir. É uma droga, não é?

Mas de repente os dias se passam, e quando você olha no calendário recebe um soco no estômago. Esse dia. Essa droga de dia. Esse dia deveria ser banido do calendário! Mas continua existindo, está lá, firme e forte como sempre esteve. E de repente, não há outro jeito… Você já tentou de tudo, já se distraiu de todas as formas possíveis, mas não dá mais. Você se entrega. É preciso. As lágrimas começam a escorrer pelo seu rosto e você coloca em repeat todas as musicas que eram de vocês dois. Sem falar no sorvete de flocos e nas comédias românticas. Será que ainda dá para chorar mais? Você não está satisfeita. Corre para o computador procurando as conversas de vocês dois. E depois olha o resto no seu celular. Você sorri. Queria voltar no tempo. Queria conseguir rir com ele. Queria isso novamente. Suas mãos procuram as deles. Você procura seus olhos. Por que ele não mandou uma mensagem? Uma carta? Qualquer coisa. Você não consegue acreditar que tenha acabado de verdade. Você sempre achou que ele iria atrás de você, dizendo como você é diferente das outras, como ele fazia antes. Mas ele não disse uma palavra. Só concordou com tudo e foi embora. Ele te deixou ir. E continuou vivendo do mesmo jeito. Chega a ser patético.

Mas o dia acaba. É a melhor descoberta do século: Dias ruins também acabam. E mesmo que no dia seguinte você acorde com o olho vermelho, será o olho vermelho de uma pessoa dez vezes mais forte. E com o tempo, o rosto do seu antigo amor não passará de um borrão. Sim, pode soar estranho agora, mas é verdade. Aquele mesmo rosto que você conhecia tão bem, vai se transformar em um borrão sem forma. E logo em seguida você não terá certeza qual dia do mês vocês começaram a namorar. Em quê mês foi mesmo? Tudo o que irá importar de verdade serão as boas lembranças de vocês. E você irá sorrir ao se lembrar delas.

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre fins

  1. Terminei um relacionamento esses dias, é péssimo, me identifiquei com muita coisa do que você escreveu. Sempre penso no que eu fiz, no que poderia ter feito, mas aí eu lembro que enquanto fazia de tudo por ele e por nós, o contrário não acontecia. Mas o pior é que ele estuda junto comigo, vejo ele TODO dia e todos os nossos amigos são em comum, dica, nunca namore um amigo, muito menos um que faça o mesmo curso que você na faculdade haha, mas passa, eu sei disso, tudo passa, mas até passar é duro. ;S Li seu relato sobre seus problemas, parabéns! Já passei por algumas coisas, mas nunca cheguei a ter a coragem de fazer algo contra mim mesma (não que não tenha pensado), mas o que importa é que você está se tratando, e que um dia vai sim conseguir ser muito feliz! Fique bem, e sei que não nos conhecemos nem nada, mas se um dia precisar de alguém é só chamar, beijos.

  2. Nossa, deve ser péssimo isso, né? Sem falar que vocês se encontram todos os dias! Ele até percebe quando você tá com o olho vermelho de chorar.

    Exatamente, o pior é esperar até tudo ficar bem! hahaha. Muito obrigada, Amanda, de verdade. Espero que você se torne uma leitora do blog, e lembre-se de que eu também estou aqui para você! Se tiver algum problema, alguma dor, por mais bobo que possa parecer, é só me mandar um email que eu te respondo com todo o amor do mundo!

    Fique bem você também e grite para o seu ex: We are never getting back together! Like… Ever! hahaha brincadeira!

    Beijos <3

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s