2013

Imagem

Um ano novo vem aí, e você espera o que dele? Olhando para trás nós percebemos que os simples 365 dias podem nos transformar completamente. Seasons change and so do we. Nós mudamos com as estações. Nossas lágrimas caem assim como as folhas das árvores, e sorrisos brotam assim como as flores. É um fenômeno esquisitíssimo. Como esses simples números conseguem nos mudar tanto assim?

Nós erramos, sofremos, amamos, consertamos, achamos que está tudo bem e então erramos novamente. Eu não vou fingir que eu sei o segredo da vida, porque eu estou longe de saber. Mas, quer saber? Estou tentando. E aposto que você também está.

Em 2013 eu quero fazer as coisas diferentes. Eu não quero ceder. Quero aprender a caminhar sozinha por uns tempos. Quero paz. Quero correr atrás dos meus sonhos. Quero escrever um diário. Quero amizades novas. Quero mais livros. Quero filmes bons. Quero viagens. Quero conseguir por em prática minha lista de resoluções de ano novo. Mas quero ir com calma. Porque correndo não se chega em lugar nenhum.

Imagem

Acho que as pessoas vão estranhar esse texto. Ainda mais por eu não ser a maior fã de festas de fim de ano. Mas quer saber? Eu tive um dos piores anos ever. Sim, tive e não tenho vergonha de admitir. Não vou fingir que meu ano foi maravilhoso. Pelo menos não aqui. E quando passamos por um ano tão ruim assim temos duas opções: Ou isso nos move para melhorar e fazer tudo diferente, ou nos afundamos mais nesse buraco sem fim.

Eu fiquei com a primeira opção.

E espero, de verdade, que se você passar por isso, você faça a mesma escolha que eu.

Nesse ano, e acabei aprendendo o poder do grito. Eu nunca fui tão ouvida em toda a minha vida. E sou grata por isso. Aprendi que pessoas que reprimem a raiva, são perigosas. Aprendi a lidar com o tudo e com o nada. E que não importa o que aconteça, o mundo não para. Não podemos parar. Não podemos nos render. Temos que encarar o mundo do mesmo jeito que ele encara a gente. Eu aprendi que nada é o fim do mundo, e tudo tem uma saída. Nesse ano eu aprendi a amar. E a ser amada. Eu aprendi que amor não é só uma pessoa para dar a mão e ficar junto. É tudo. Absolutamente tudo.

Mas, principalmente, aprendi a ter orgulho de mim, por mim.

 Dedico este post à todas as pessoas que me ajudaram nesse ano. Muito obrigada. De verdade. Vocês são meus anjos, e eu amo vocês com tudo de mim. Não estaria aqui se não fosse por vocês. Aos meus amigos, a minha família, muito obrigada. (Ana, Lara, Aline, mãe, vó, obrigada <3). Vocês fizeram meu ano ser um pouquinho melhor. E eu não espero, eu tenho certeza que 2013 vai ser diferente. Porque eu vou fazê-lo ser. Por mim e por vocês.

Feliz 2013!

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s