Decepções Amorosas

Image

Então, acabou. Assim, sem mais nada? Sem nem um aviso? Poxa, eu queria ter recebido um bilhete de advertência, uma placa escrita ‘’Cuidado’’ ou até ‘’Diminua a velocidade’’, qualquer mínimo sinal de que estávamos indo na direção errada. Mas não. Estava tudo certo, tudo bom. Na verdade, estava tudo bom demais. E depois… Puf. Fomos muito rápido e batemos contra nós mesmos.  As coisas começaram a se esvair, inclusive nós, quer dizer, eu e você. No começo foi meio surreal, meio você-tá-brincando-né-amor? E fomos empurrando com a barriga. Todo dia um peso sobre as minhas costas. Sobre as suas também. Então deu um clique e as coisas começaram a fazer sentido para mim. Mas aceitar a situação não a torna mais simples ou indolor.

Meu bem, estou farta. Estou farta de colocar o Leoni em repeat, farta de sentir essa culpa dominando até meu último fio de cabelo, farta dessa situação toda. Mas principalmente, estou farta de me sentir assim. Sinceramente, não estou acostumada a correr atrás das pessoas, para mim sempre foi: Me quer? Ótimo, vem aqui que a gente bate um papo. Não quer? Então vai embora e não me faça perder tempo, por favor. Eu perdi esse lado meu. Fiz tudo que podia, e tudo que não podia também. Mas tudo que você dizia era ‘’Isso não tá dando certo’’. E isso é uma das coisas que eu mais odeio, você deveria saber. Quer dizer, você deveria um monte de coisas. O grande X da questão é que você mudou. E não iria conseguir voltar a ser a pessoa pela qual eu me apaixonei. Você se cansou. Desistiu. Então quem sou eu para não te deixar ir embora?

O que mais me dá raiva são todas as promessas, os planos, as juras de amor que trocamos numa madrugada qualquer. O que me dá raiva são os presentes, as risadas, os suspiros, as borboletas no estômago. Me dá raiva a dor que sinto, quando você não merece nem um pingo dela. E me dá medo saber que um dia essa dor vai passar. Que você vai passar. Porque se continuássemos brigando, você continuaria na minha vida. Mas e agora? Eu vou te deixar ir embora e você vai ir. E, um dia, eu vou acabar te esquecendo e não ligando mais. As memórias são eternas, as pessoas não.

Nada dura para sempre… Acho que essa é a grande lição no fim das contas. Já saí, já me enchi de chocolate, já assisti filmes melodramáticos… Fiz tudo que consta na lista de emergência para corações partidos. Agora me dói saber que eu vou deixar você ir. Não tenho escolha. Então vá… Vá bem e se cuida. Tenta manter esse sorriso no rosto e essa vontade de mudar as coisas. E saiba que te amei. Te amei mais do que tudo nessa vida. E é isso que importa.

P.S: Por que você não tentou um pouco mais?

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s